radio zumbi

quarta-feira, 3 de junho de 2015

ITABAIANA

Professores mobilizam estudantes para assistir espetáculo teatral

Georgina Furtado interpreta Anayde Beiriz

Alguns professores da rede pública de ensino em Itabaiana realizam atividades extra classe com apoio do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, com o objetivo de levar estudantes para assistir a uma peça teatral e promover uma reflexão a respeito da história da Paraíba, através de preenchimento de questionário sobre o conteúdo do espetáculo “As cartas de Anayde”, montagem do Grupo de Teatro da Universidade Federal da Paraíba. A peça será mostrada neste domingo, dia 7, às 20 horas, na Câmara Municipal, com entrada gratuita, como parte da programação de lançamento do livro “Homenagem a Violeta Formiga e outros escritos”, de autoria da professora Jandira Lucena.

O lançamento e o espetáculo homenageiam os 39 anos de atividades do Grupo Experimental de Teatro de Itabaiana – GETI, de cuja fundação a própria professora Jandira Lucena participou em 1976. A iniciativa tem o apoio do professor Carlos Cartaxo, diretor do espetáculo, que lançará também seu livro de contos “Contatos”, com apresentação do jornalista Dalmo Oliveira.

A agenda comemorativa cultural já conta com o apoio dos professores Neide, da Escola João Fagundes de Oliveira, Luiz Antonio da Escola Antonio Batista Santiago e Severino Lourenço, que trabalha em São José dos Ramos. “Levarei 17 alunos para assistir ao espetáculo e responder ao questionário, agradecendo ao Ponto de Cultura Cantiga de Ninar por essa oportunidade de promover arte e cultura para a nossa juventude estudantil, tão carente de atividades desse nível”, afirmou Luiz Antonio.
“As cartas de Anayde” é uma montagem teatral do Grupo de Teatro da ADUFPB, Sindicato dos Professores da UFPB. O espetáculo surgiu a partir de uma oficina de teatro oferecida pela ADUFPB em maio de 2013 e terá única apresentação em Itabaiana, neste domingo. O evento conta com o apoio da Câmara Municipal de Itabaiana.

O texto é do professor de filosofia e escritor José Flávio Silva, baseada no livro “Anayde Beiriz – Panthera dos olhos dormentes” do médico e escritor Marcus Aranha. A obra fala de uma Anayde intelectual, leitora, apaixonada, feminina e moderna, o que a fazia uma mulher além do seu tempo. A interpretação do monólogo é da atriz Georgina Furtado, de João Pessoa.  




Nenhum comentário:

Postar um comentário