radio zumbi

terça-feira, 30 de junho de 2015

Partidos já articulam nomes para disputar prefeituras no vale do Paraíba

Cida Amorim com o cineasta Jacinto Moreno. Ela será candidata de oposição em São José dos Ramos

Os partidos políticos já estão discutindo nomes para pré-candidaturas a prefeito nos municípios paraibanos. Até outubro termina o prazo para os partidos filiarem pretensos candidatos, e as legendas estão buscando atrair lideranças com capacidade de aglutinar votos. Entre os mais cotados, figuram prefeitos, ex-prefeitos, vices, vereadores e ex-deputados.

Em Juripiranga, no vale do Paraíba, os nomes que figuram para o próximo pleito são os do atual prefeito, Paulo Dália (PSD) e a oposição representada pelo ex-prefeito Antonio Maroja (PSDB). Ressalte-se que o prefeito Dália é cria política de Maroja, com quem rompeu no início de sua gestão.

Em São José dos Ramos, a oposição será representada pela ex-prefeita Cida Amorim, que baterá chapa com o atual prefeito e pretenso candidato à reeleição.

Na cidade de Itabaiana, o médico Lúcio Flávio (PMN) tenta viabilizar seu nome nos grupos oposicionistas. O atual prefeito Antonio Carlos (PMDB) tem livre trânsito em quase todas as facções e já articula para ter o maior número de apoios à sua reeleição. O Partido Socialista Brasileiro tem nomes fortes como o da vereadora Rosane Almeida, mas vive momentos de crise por conta de divisões no seio do partido. “O PSB em Itabaiana está dividido entre Rosane, Lúcio Flávio e apoio a Antonio Carlos, sendo que o vereador Júnior Pacheco (PSB) trabalha para ser o vice do prefeito e outro grupo defende Rosane para esse cargo”, disse uma fonte do partido na cidade. Conforme essa mesma fonte, o Presidente do partido, Pedro José da Silva, e o vereador Ubiratan Correia tentam convencer o governador Ricardo Coutinho de que a melhor posição será de apoio à candidatura do médico Lúcio Flávio.

Atento aos acontecimentos, e organizando seus partidários, José Sinval, filho da ex-prefeita Dida Moreira, é também nome cotado para herdar o cabedal de votos de sua genitora, para dar continuidade à dinastia política da família. O pai, Aglair da Silva, e a mãe já foram prefeitos da cidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário