radio zumbi

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Pilar vive dia de protesto dos sem teto




Cerca de 500 pessoas, representantes de movimentos sem teto, trabalhadores rurais e desabrigados pelas enchentes de 2011, fizeram manifestações nesta terça-feira (2) em Pilar durante todo o dia. Pela manhã, concentraram-se em frente à sede da Prefeitura, onde foram recebidos pelo vice-prefeito Eduardo, que marcou para duas horas da tarde nova audiência. À tarde, os manifestantes voltaram à Prefeitura, onde a prefeita Virgínia Veloso Borges ainda não pôde ser encontrada para dialogar com as lideranças do movimento. Em seguida, procuraram o Ministério Público, com o mesmo pleito: reivindicam a lista das famílias que foram contempladas com casas no conjunto habitacional que foi construído para as famílias desabrigadas na enchente de 2011.

Segundo informou Wilton Pontual, Presidente do Partido Socialista Brasileiro no Município, após as enchentes de junho de 2011, o Governo Federal liberou recursos para a construção desse conjunto habitacional para abrigar as famílias atingidas, e desde então a prefeita e seu grupo político vêm postergando a entrega das casas, “que estão sendo usadas como barganha política”, ainda conforme ele. “Tem vereador que já prometeu a mesma casa para mais de dez pessoas, e estão enganando essas famílias, muitas das quais já foram embora da cidade, outras vivem em condições sub-humanas, por isso queremos a lista original das pessoas beneficiadas para exigir a ocupação”, afirmou ele.

Acionado, o Ministério Público da Comarca ficou de dar resposta até quarta-feira sobre a liberação da lista dos beneficiados com as casas. “O povo tem sido muito paciente, precisamos saber exatamente quais são as pessoas que são donas das casas, porque as famílias estão no limite e podem até ocupar aquele conjunto habitacional se nada for providenciado”, disse um dos manifestantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário