radio zumbi

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

TCE-PB investigará denúncias de Nepotismo no Agreste e Brejo

Gestores eleitos e reeleitos tem em mãos, desafios que vão além do equilíbrio financeiro neste ano em que enfrentamos a crise econômica instalada no país, agravada especialmente depois do segundo semestre de 2016.
Os cargos de confiança disponíveis nas prefeituras são disputados pelas bases aliadas, bem como por parentes dos atuais gestores e neste ultimo caso, estas vagas oferecem um perigo que deve ser evitado pois, pode ser motivo de punição aos  prefeitos em exercício.
Em algumas cidades das regiões do Agreste e Brejo da Paraíba, parentes de prefeitos ou presidentes de câmaras foram nomeados para secretarias e órgãos da administração direta ou indireta. Esposas de prefeitos e de presidentes de Câmaras, além de primos, irmãos, pais, sobrinhos, etc., tem sido nomeados e há casos onde há mais de dois parentes assumindo funções públicas junto às gestões.
Nepotismo é a prática de nomear parentes, possuindo ou não a  qualificação técnica para o exercício da função nestes cargos públicos, ocorrendo o favorecimento familiar.
Segundo André Carlo, presidente em exercício do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), as denúncias de nepotismo serão examinadas pela Corte, o que incluem casos denunciados oriundos do Agreste e Brejo da Paraiba.

Greice Targino- Nordeste 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário